31.6 C
Limeira
27/01/2022

Plano de contingência da BRK Ambiental inclui obras e investimentos da captação à distribuição de água em Limeira.

Must read

Medidas preventivas para enfrentamento dos meses mais secos também incluem apoio da população na redução do consumo.

Com o menor volume de chuvas registrado em Limeira desde 2014, ano da pior crise hídrica vivenciada em todo o Sudeste, os quatro primeiros meses de 2021 são um importante sinal de alerta quanto a disponibilidade hídrica. Condição também já alertada pelo Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), que destacou em nota o risco para o abastecimento hídrico nos mananciais das bacias hidrográficas PCJ, onde Limeira está parcialmente inserida.

Assim, com o acompanhamento dos dados climatológicos e o monitoramento dos mananciais da cidade, a BRK Ambiental, concessionária responsável pelos serviços de água e esgoto do município, coloca em prática uma série de ações e medidas preventivas definidas num plano de contingência. São obras e investimentos realizados desde a captação até o sistema de distribuição de água para a cidade.

Na unidade de captação de água bruta, localizada às margens do rio Jaguari, a concessionária investiu num novo sistema de hipoclorito de sódio. A iniciativa será fundamental para manter a qualidade da água durante os meses mais secos.

“A qualidade da água bruta captada nos mananciais de Limeira, especialmente no rio Jaguari, tende a ser bastante inferior durante as estiagens, o que dificulta o processo de tratamento, exigindo maior volume de insumos. Por isso, estamos nos antecipando neste ano com a adoção de um novo processo”, explica Rogério Lima, gerente de operações da BRK Ambiental em Limeira.

Esse novo sistema foi implantado na unidade de captação no mês de março. O mesmo processo também está em construção na Estação de Tratamento de Água (ETA) de Limeira, localizada no Parque Hipólito, às margens da Rodovia Anhanguera.

“O sistema de hipoclorito de sódio substitui o cloro gasoso, que é utilizado atualmente no processo de desinfecção. Sua aplicação ocorre na entrada da água bruta na ETA e na etapa final do tratamento, em fases de pré-oxidação e pós-cloração”, informa o gerente. A obra, já iniciada, tem previsão de ser concluída no final deste primeiro semestre. O valor de investimento neste novo sistema é de R$ 2,9 milhões.

Na distribuição de água, a concessionária implantou um sistema alternativo (booster) de abastecimento nas Estações Elevatórias (EEA) Gino e Fazenda Itapema. Unidades localizadas, respectivamente, no Jardim Morro Azul e Egisto Ragazzo.

“O booster é uma instalação de bombeamento que, na prática, permite realizar ´manobras´ no sistema de distribuição de água”, explica Lima. Antes de sua instalação, o fornecimento de água para essas regiões da cidade dependia, exclusivamente, dos níveis dos reservatórios. Com o novo sistema, a concessionária passa a ter mais autonomia e agilidade diante de situações que exijam retomada da distribuição, não necessitando aguardar níveis de reserva de água para conseguir abastecer tais regiões.

“O dispositivo pode ser acionado sem necessidade de reserva total, fazendo com que a água chegue de maneira mais rápida nos imóveis localizados nessas regiões mais altas da cidade e/ou mais distantes da estação de tratamento”, afirma.

Investimentos também são feitos para a ampliação da capacidade de reserva de água tratada do município, com obras em andamento na EEA Gino, responsável pelo abastecimento de 25 mil moradores de 36 bairros da região noroeste da cidade. A intervenção consiste na revitalização da unidade de bombeamento e na construção de um novo reservatório metálico, com capacidade de 1.500m³ de água. Com isso, após a conclusão da obra, a reserva de água na unidade aumentará em cerca de 40%, passando para 4.450m³.

A mais recente medida do plano de contingência adotada pela empresa foi a aquisição de um gerador móvel de 550 KVA para alimentação elétrica das estações elevatórias de água do município. Um investimento que garante a continuidade na distribuição de água quando há interrupção do fornecimento de energia elétrica nas unidades de bombeamento.

Entre as obras e investimentos já realizados, a concessionária também reforça o trabalho contínuo de combate às perdas, que tem por objetivo oferecer maior disponibilidade de água para a população. Neste ano, estão previstas a substituição de oito quilômetros de redes antigas e de 1.600 ramais de ligação, a criação de novas zonas de macromedição e a ampliação do sistema de otimização de bombas. Também fazem parte do cronograma anual de trabalho da empresa a continuidade dos serviços de caça vazamentos invisíveis, a substituição de 12,5 mil hidrômetros e a fiscalização de pontos de fraudes e irregularidades.

“O combate às perdas de água é indispensável para a preservação dos recursos hídricos e fundamental para o enfrentamento de períodos de estiagem. Toda a água que hoje é preservada fará a diferença em períodos mais secos do ano”, reforça Lima.

Para enfrentar a escassez de chuvas que reduziu os níveis dos mananciais de maneira antecipada neste ano, a BRK Ambiental destaca a importância do envolvimento e comprometimento de toda a população com o uso consciente de água; especialmente após abril ter registrado um consumo acima da média para o período. No mês, a população de Limeira consumiu 1,71 bilhão de litros de água; 6,32 milhões de litros a mais que o consumo médio dos quatro primeiros meses do ano, que é de 1,70 bilhão de litros de água.

“Neste momento temos que unir esforços e agir preventivamente para enfrentar o período mais crítico da estiagem, que ainda está por vir. Recomendamos uma atenção especial para o consumo sustentável da água, sem desperdícios. A participação da comunidade nesse contexto é fundamental para evitar o agravamento de medidas mais restritivas ao consumo”, afirma o gerente.

Novos hábitos

A população deve colaborar e fazer o uso mais eficiente e consciente da água, adotando novos hábitos no dia a dia, como tomar banhos mais curtos (de até cinco minutos), escovar os dentes e ensaboar as louças com a torneira fechada, varrer a calçada em vez de usar a mangueira, usar um regador para molhar as plantas e evitar lavar o carro.

Publicidade

More articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Mais recente...