25.8 C
Limeira
26/01/2022

Limeira terá atendimento remoto para mulher vítima de violência; serviço funcionará em esquema de plantão

Must read

A vice-prefeita Erika Tank se reuniu nesta quarta-feira (26) com o delegado seccional de Limeira, Antonio Luis Tuckumantel e com o diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 9 (Deinter 9), Kleber Altale. O encontro ocorreu na Delegacia Seccional onde foi discutida a implantação do atendimento especializado, em esquema de plantão, para a mulher em situação de violência, serviço que recebeu o apoio imediato do prefeito Mario Botion.


O espaço específico para esta finalidade será instalado junto ao Plantão Policial. A vice-prefeita destaca que mais uma vez Limeira sairá na frente na defesa da mulher. “Tudo indica que seremos a primeira cidade a oferecer este tipo de atendimento humanizado, com uma delegada especializada. O serviço irá funcionar no período noturno e aos finais de semana. Sendo assim, com a implantação desta iniciativa a mulher vítima de violência passará a ter atendimento durante 24 horas, ou seja, no horário de expediente normal o atendimento será feito na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), e à noite e aos finais de semana o atendimento acontecerá no serviço especializado remoto”.

O diretor do Deinter 9 reforça que a proposta é oferecer suporte à mulher, por meio de atendimento remoto, durante à noite e também aos finais de semana. “Escolhemos Limeira para iniciar este projeto em razão do amplo trabalho realizado na defesa da mulher. Agradeço o apoio da vice-prefeita e da Prefeitura”, salienta Altale. No atendimento remoto, a mulher vítima de violência poderá se deslocar até esta sala e de lá manter o contato com a delegada.


“REFERÊNCIA”
O prefeito Mario Botion destaca que Limeira foi a primeira cidade do estado de São Paulo a adotar o Botão do Pânico a partir de iniciativa da vice-prefeita, que na época era vereadora. “Limeira já é referência em causas contra violência à mulher. A realização deste projeto será mais uma importante iniciativa em defesa dessa causa”, afirma o prefeito Mario Botion.


Erika explica que a solicitação para a Prefeitura de Limeira ser parceira neste projeto foi feita pelo delegado seccional. “Dr. Tuckumantel me procurou para pedir o apoio da prefeitura para a implantação deste projeto no município. Em seguida, levei a proposta ao prefeito (Mario Botion), que prontamente aceitou a parceria”, ressalta Erika Tank.


O município possui, ainda, a Rede Elza Tank de Atendimento Integrado à Mulher em Situação de Violência e a Patrulha Maria da Penha – iniciativas também da vice-prefeita, que de pronto foram aceitas por Botion. Também existe o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), a Casa da Mulher (abrigo para mulheres vítimas de violência), dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), e o Anexo da Violência Doméstica, no Fórum Cível de Limeira – estrutura que passou a funcionar no governo Botion.


Os técnicos da prefeitura já realizaram o levantamento das obras necessárias no espaço que receberá o projeto. Os equipamentos e o atendimento serão oferecidos pelo governo do Estado. “A Polícia Civil está empenhada em realizar um atendimento mais adequado à mulher vítima de violência e todo este projeto já está caminhando. Agradeço o apoio da vice-prefeita e da prefeitura”, reforça o delegado seccional, Antonio Luis Tuckumantel.

Texto: Carla Pizani 

fotos: Adilson Silveira 

Publicidade

More articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Mais recente...