25.8 C
Limeira
26/01/2022

Paramédica brasileira em Londres ensina como ajudar uma pessoa que se engasgou

Must read

Você sabia que milhares e milhares de pessoas de todas as idades morrem engasgadas todos os anos? Você saberia salvar alguém que esteja engasgando? 

Tem técnica sim e quem vai ensinar é uma paramédica, única mulher brasileira neste cargo no Rreino Unido, que pilota sua própria viatura ambulância sozinha, atendendo as emergências mais graves da capital britânica- Londres. Seu nome é Priscila Currie, formada há 7 anos pela St Georges University, que trabalha para o governo no sistema único de saúde NHS.

– Incentive a pessoa tossir com força.

– Se a pessoa não consegue tossir, falar ou respirar significa que o engasgo é muito sério e ela tem apenas alguns minutos antes de perder a consciência.

– Com a palma da mão bata forte na parte de cima das costas (entre os ombros) até 5 vezes. Lembre de amparar a pessoa com seu braço para que ela não caia para frente. Se isso não funcionar…

– Será necessário as compressões abdominais, também conhecidas como manobra de Heimlich. 

 Obs: procedimento não é recomendado para crianças menores de 1 ano.

– Fique em pé atrás da vítima com uma perna à frente entre as pernas da vítima.

– Para uma criança, desça ao nível dela e mantenha a sua cabeça inclinada para o lado.

– Alcance ao redor do abdômen e localize o umbigo. Coloque o lado do polegar do seu punho contra o abdômen, logo acima do umbigo.

– Segure seu punho com a outra mão e empurre para dentro e para cima no abdômen da vítima com empurrões rápidos e fortes.

– Se infelizmente não funcionar, coloque a vítima no chão e comece a fazer or RCP – Ressuscitação Cardio Pulmonar.

“Aprenda primeiros socorros e salve vidas”, finaliza Priscila. 

PARAMÉDICA BRASILEIRA EM LONDRES ENSINA 08 PASSOS DE PRIMEIROS SOCORROS DO INFARTO

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 17,5 milhões de pessoas morrem vítimas de doenças cardiovasculares a cada ano. No Brasil, a média anual chega a 350 mil, o que corresponde a uma vida perdida a cada 40 segundos.

“Os sintomas são variados, sendo os mais comuns as dores tipo pressão no centro do peito, dificuldades para respirar, palidez, suor frio, náuseas, vômitos, tontura, confusão mental, perda de consciência e dores na parte de cima das costas, nos braços e na mandíbula e pescoço. O Ataque Cardíaco pode durar minutos ou até dias e a severidade depende da localização exata do problema no coração. O mais prudente é buscar o quanto antes ajuda médica”, ressalta Priscila Currie – paramédica formada pela St Georges Universidade em Londres ( única mulher brasileira neste cargo em Londres).

Infelizmente, o Ataque Cardíaco, que também é conhecido como Infarto, pode acontecer de repente. Por isso, existem algumas condutas que podem ser feitas antes do atendimento médico de urgência. Confira os alertas desses primeiros socorros com especialista em medicina pré- hospitar do Reino Unido:

1-    CALMA: Tente manter a calma e ou acalme a pessoa que está se sentindo mal.  Se possível também, não fique em pé. O ideal é sentar-se  ou deitar-se em um local seguro, pois, caso aconteça um desmaio, o paciente não se machucará.

2-   AMBULÂNCIA: Ligue imediatamente para o serviço de emergência mais próximo do seu bairro ou local que estará. O Samu (192) ou os bombeiros (193), por exemplo. Explique pausadamente o ocorrido e o endereço correto onde está. Se possível,  peça para alguém esperar pela ambulância na rua.

3-   MEDICAÇÃO: Se a pessoa não tiver alergias a Aspirina, peça para ela chupar esse medicamento, sem engolir o comprimido de 300mg. Sem água, apenas dissolvendo na boca mesmo. Atenção! Não deixe e pessoa sozinha, apenas faça isso se o remédio estiver no local.

4-   SEM ESFORÇO: Não permita que a pessoa com sintomas faça qualquer esforço físico, muito menos que ela dirija até o pronto-socorro sozinha, por exemplo. Mantenha a pessoa calma, conversando sobre dias felizes para distração.

5-   SEM BEBIDAS OU ALIMENTOS: Em caso de crise, mesmo sendo um alarme falso, não ingira bebidas, comidas ou fume cigarros. Essa conduta só vai prejudicar o quadro.

6-   DESMAIOS: Infelizmente, pode ocorrer. Neste caso, deite a pessoa em posição lateral, pois se ela vomitar, não correrá o risco de engasgar. E fique de olho na respiração sempre! Se a respiração parar, se prepare para fazer ressuscitação.

“Deite o paciente de costas no chão e olhe para a barriga e peitoral da pessoa para detectar movimentos respiratórios. Não perca tempo tentando achar pulso ou batimento cardíaco! Apenas a respiração é o que importa. Ar entrando e saindo = respiração. Se a respiração estiver ausente, chame por ajuda urgente e ligue para ambulância novamente. Reforce que pessoa não está respirando. Se prepare para começar a massagem cardiaca”, explica a paramédica.

7- DEA – Desfibrilador. Você sabe se tem um por perto? Qualquer um pode usar! Apenas ligue a máquina e siga as instruções. O equipamento não dá choque em quem não precisa receber e a utilização é segura.

8 – RCP – Ressuscitação Cardio-pulmonar. Em adultos, são 30 compressões cardíacas para 2 ventilações pulmonares. Repetida até a ambulância chegar ou até a pessoa retornar sua respiração espontânea.  

A Priscila Currie é formada por umas das melhores faculdades clínicas do mundo, a St Georges University, em Londres. Ela trabalha como Paramédica para o governo britânico atendendo as maiores emergências pré-hospitalares da capital.

 Além disso, também ensina primeiros socorros em suas horas vagas e ajuda milhares de pessoas em suas redes sociais, onde é mais conhecida como Priscila Paramédica Londres.

Assessoria de Imprensa: Priscila Paramédica Brasileira- Lives, Entrevistas, Audios, videos.

Andrea Feliconio

Publicidade

More articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Mais recente...